Melhor jeito de comemorar as Festas Julinas de forma saudável.

Esse período de Festas Juninas e Julinas sempre me trazem recordações muito especiais da minha Infância.

Primeiro porque Junho é o mês do meu aniversário e eu me lembro das festinhas, dos presentes e do carinho da minha Mãe preparando tudo com muita dedicação. E, além disso, tem as Festas Juninas e Julinas, que são as comemorações que eu mais adoro. Nem todo mundo tem essa ligação com o período de São João, mas lá na Bahia essa é uma das festas mais tradicionais do ano.

Quando criança me lembro de esperar ansiosamente a chegada das férias para poder ir passear no interior, brincar com as fogueiras, soltar fogos, rever alguns amigos e comer aquele monte de Guloseimas Deliciosas.

Ok, vou ser honesta: o que eu mais gostava eram as Comidas..rs.

Nossa… ainda hoje sou apaixonada pelas Comidas Típicas do São João e criei muitas versões mais Saudáveis para eu poder continuar me deliciando com esses sabores que me remetem a coisas tão boas.

Então, pra dividir com vocês um pouco da minha alegria, vou compartilhar a minha versão da tradicional Canjica. Na verdade, na minha terra essa delícia de Milho é conhecida como Mungunzá e lá consumimos ela o ano todo. Esse receitinha especial eu aprendi com Mamis nas nossas aventuras pela cozinha.

Eu me lembro que tudo começava colocando o milho de molho. Mas, atenção, não é qualquer milho. Pra quem não conhece, nos supermercados encontramos o milho para Canjica (ou Mugunzá) na mesma sessão do Milho de pipoca.

Eu, serelepe como sempre, ficava correndo a cada minuto pra ver se o Milho já estava no ponto e minha mãe sempre me explicando que ele tinha que ficar 24 Horas de Molho. Uma das virtudes que aprendi com ela foi essa paciência para ensinar. Eu adorava ouvir as suas explicações!

No dia seguinte a gente tirava esse Milho e colocava em uma panela de pressão junto com o pau de Canela e o Cravo. Essa foi mais uma técnica que aprendi com Mamis. Se você quer dar emoção à sua comida, use as especiarias em seu estado mais natural. O pau de canela e o cravo trazem um sabor incrível à canjica. Mas, lembre-se de tirá-los antes de servir o prato final. Uma das regras máximas da gastronomia é: só vai no prato aquilo que se come. Afinal, ninguém quer que a visita quebre o dente ao ser surpreendido com um pedaço de pau na Canjica, né?!

Enquanto o milho cozinhava, a gente ia preparar o Leite de Coco. Isso mesmo pessoal, eu sempre preparei o Leite de Coco natural em casa. Além de ser mais saudável, o sabor é incomparável.

A gente quebrava o coco seco com um martelo ou então jogando ele no chão, retirava a polpa com uma faca sem ponta e batia com água no liquidificador. Depois era só espremer em um pano ou saco de voal. Essa era a parte mais legal da brincadeira. Pra quem não fez isso ainda, experimente. É muito gostoso espremer o leite de coco e sentir ele escorrendo pelos dedos.  Minha filhota Malu tem 3 anos e já adora. Inclusive, ela ama beber o Leite de Coco puro e fazer aquele bigodinho…rs.

Outra parte do Coco era ralado para também ser usado na receita.

Depois de cozinhar por  uns 40 minutos minha mãe me deixava adicionar o Leite de Coco, o Açúcar Mascavo (hoje eu uso Açúcar de Coco) e mexer por uns 20 minutos em fogo baixo. Aos pouquinhos eu via aquela alquimia acontecer e a canjica ir tomando forma. Era incrível sentir o aroma se espalhando pela casa e ouvir minha mãe explicando sobre o ponto certo, sobre a forma de mexer, sobre porque não usávamos o leite de vaca e que o açúcar mascavo que ela usava era menos prejudicial do que o branco.

Depois, a gente adicionava o Coco Ralado e estava pronto. Na hora de servir Mamis ainda colocava um pouquinho de Canela em pó por cima e aí era só alegria. Imagine uma casa com quatro irmãos comilões.

E assim foi grande parte da minha infância, rodeada pelas cores, aromas e sabores dos pratos baianos, aprendendo essa incrível arte de harmonizar temperos e especiarias para dar emoção à comida, e sempre me alimentando em uma mesa cheia de gente e de amores.

Foi daí que compreendi o valor do alimento saudável, a importância de cozinhar com amor e, mais importante ainda, foi a partir dessas experiências que aprendi que nos nutrimos de tudo aquilo que entra em contato com o nosso ser. Não só de comida, mas daquilo que vemos, ouvimos e sentimos, dos nossos relacionamentos, do nosso contato com a natureza.

E é assim que eu vivo hoje. Atenta a tudo o que está ao meu redor e selecionando o que me faz bem, o que me nutre de forma positiva e me traz mais saúde, vitalidade e alegria. Isso é Alimentação Integral! Então, pra você experimentar também esse sabor, anota aí os ingredientes dessa receita maravilhosa de mugunzá. O modo de fazer está descrito aí em cima com um leve toque de das minhas memórias infantis…rs

Espero que você goste e se tiver qualquer dúvida, é só falar. Vou adorar te ajudar.

Beijocas!

INGREDIENTES

  • 2 xícaras de chá de Milho Branco para Mungunzá
  • 1,5 litros de Água
  • 1 litro de Leite de Coco
  • 1 xícara de Açúcar de Coco
  • 100 g de Coco Ralado
  • 5 paus de Canela
  • 8 cravos da Índia
  • Canela em pó
Assine e receba conteúdo exclusivo. Seja o primeiro a saber das novidades da Mirna Ribeiro
Assine
2018-07-17T09:19:04+00:00

Sobre o Autor:

Rodrigo | Mirna Ribeiro

Deixar Um Comentário

Assine e receba conteúdo exclusivo. Seja o primeiro a saber das novidades da Mirna Ribeiro
Assine
close-image